Desfralde – Qual a melhor maneira de fazer?

Desfralde – Qual a melhor maneira de fazer?

O desfralde é um processo importante na vida de toda criança e que exige paciência e compreensão dos pais. Mesmo que tenha aquela ansiedade de não ter mais que limpar as fraldas, é importante não pressionar o pequeno ou tentar acelerar o processo, pois isso pode gerar estresse e traumas para a criança.

Segundo especialistas, a partir dos 2 anos de idade, a criança começa a expressar uma maior maturidade em questão aos seus dejetos, entretanto é importante saber que todos os pequenos são diferentes e que seu próprio tempo deve ser respeitado. Mas então, como posso saber quando iniciar o desfralde? É simples: repare no seu comportamento. Se reclamações sobre a fralda estar suja acontecerem, ou se a criança informar que está fazendo xixi ou cocô, ela está começando a se preparar para o processo.

Nesse momento, é importante a paciência dos pais. Isso porque, a iniciativa da criança não significa que ela já não precisa da fralda, e sim que um longo processo envolvendo vários vazamentos e muito aprendizado vai começar. Então, quando os acidentes acontecerem, nunca critique a criança. Converse com ela, encorajando-a e dizendo que da próxima vez ela vai conseguir.

O processo
O desfralde conta com duas partes: O desfralde noturno e o desfralde diário. Este é normalmente bem mais rápido e fácil, pelo fato de a criança estar acordada e consciente de suas ações. No diário, a criança ainda tem influências de colegas da escola e familiares que a encorajam a continuar o processo e ter sucesso. O desfralde noturno pode durar, em média, de 1 a 2 meses na maioria das crianças, sendo completamente normal ser maior ou menor, ou ocorrência de acidentes depois do período.

Já o desfralde noturno, geralmente demora mais tempo – na maioria dos casos de seis meses a 1 ano. Isso porque esse desfralde depende do subconsciente da criança e do seu controle enquanto dormindo, sendo que para crianças hiperativas, o tempo é ainda maior. O ideal é que o noturno aconteça depois que o desfralde diário já estiver começado, pelo fato de a criança estar se acostumando aos poucos a ideia de controlar seu próprio corpo.

Como posso ajudar?
Sempre apoie – Imagine que está muito querendo fazer algo, mas frequentemente falha. Frustrante, não é? Com a criança é a mesma coisa! Então, quando acontecerem vazamentos – e não serão poucas vezes – incentive-a dizendo que ela vai conseguir da próxima vez e que ela está indo muito bem!

Apresente o banheiro – Por mais bobo que pareça, faça com que a ida ao banheiro se torne divertida. Coloque figurinhas no vaso e nas paredes, leve alguns brinquedos favoritos da criança junto dela para o banheiro, e tente tornar aquele espaço menos intimidador. Se permita usar o vaso, enquanto a criança utiliza o penico, para que ela perceba que a ação é natural e se acostume com a ideia mais facilmente. Muitos especialistas recomendam citar amigos ou irmãos mais velhos ou da idade que já tenham passado pelo processo, para ajudá-la ainda mais.

Elogie quando ela conseguir – Quando a criança conseguir chegar a tempo no banheiro e não ocorrerem acidentes, parabenize-a! É importante que ela veja que o esforço que ela está fazendo é reconhecido e que isso dê ainda mais ânimo para que ela continue o processo. Essa parte é fundamental!

E quando escapar?
Os escapes são completamente normais, e como dito ali em cima, devem ser lidados com calma, paciência e compreensão. Entretanto, se eles estiverem acontecendo com muita frequência, preste atenção às possíveis causas. Em alguns casos, a ansiedade pode ser um fator. Verifique se o período de desfralde está acontecendo junto com alguma grande mudança ou novidade na vida da criança, como entrada na escolinha ou a chegada de um irmãozinho. Se possível, procure escolher um momento mais calmo para que o processo ocorra sem problemas ou interrupções.

É importante também prestar atenção aos escapes noturnos. Diminua os líquidos depois das 18h, leve a criança ao banheiro antes de dormir, ou coloque um brinquedo que ela goste para dormir com ela e proponha que o brinquedo continue seco até o outro dia. Uma dica interessante para evitar muito trabalho caso acidentes ocorram é forrar a cama com um plástico e acordar o pequeno para ir ao banheiro durante a noite. Caso nada disso funcione e a cama acorde molhada, coloque as roupas para lavar, limpe a criança e continue a vida com calma. Caso os escapes estejam acontecendo com muita frequência e por muito tempo, procure um pediatra.

Bonus: Existe diferença entre o desfralde feminino e masculino?
Sim, existe. Normalmente as meninas passam pelo processo de maneira mais rápida. Apesar de que não tenha nenhuma explicação científica, é atribuído para o fato de que meninas costumam ter um amadurecimento psicológico mais precoce. Os meninos demoram mais para abandonar as fraldas e também tem mais chance de que os escapes noturnos sejam mais frequentes.

Para ajudar nesse processo a Bupbaby tem os Kits de Desfralde da Green Sprouts, que tornam a experiência mais fácil para a criança e para os pais! Confira!

Fonte:
https://revistacrescer.globo.com/Bebes/Desenvolvimento/noticia/2017/02/desfralde-tudo-o-que-voce-precisa-saber.html